Dúvidas?

Sobre a conta de luz

Por que a conta de luz é tão cara?

Porque nós pagamos na conta de luz diversos custos e encargos e não apenas a energia em si.

Quando a conta chega ao consumidor, ele paga pela compra da energia (custos do gerador), pela transmissão (custos da transmissora) e pela distribuição (serviços prestados pela distribuidora), além de encargos setoriais e tributos (por exemplo, sabia que saneamento e esgoto estão inclusos em nossa tarifa?). Desta forma, apenas 38% da sua conta de luz é realmente luz, o restante são todos esses adicionais, sem contar as bandeiras tarifárias. O reajuste médio da conta de luz nos últimos 18 anos foi de 12,84% ao ano, muito acima da inflação. A energia solar é uma saída barata e viável para você fugir desses aumentos abusivos.

A conta de luz é composta por:

  • Tarifa de Energia (TE): é o custo da energia em kWh consumida para, por exemplo, assistir televisão ou usar um chuveiro elétrico. Também tem os encargos nesta parcela.
  • Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD): Tarifa referente aos os custos da estrutura da rede utilizada para levar a energia com qualidade e continuidade (linhas de transmissão e distribuição), mas também tem a parte de encargos.

Você pode ter um sistema instalado onde possuí espaço e os créditos poderão ser abatidos em qualquer residência dentro da mesma área de concessão da concessionária de energia.

Não. Porque a Aneel determina que as concessionárias podem cobrar pelo custo de disponibilidade referente à estrutura de distribuição utilizada. Neste caso há três cobranças: sistema monofásico (será cobrado 30 kWh), sistema bifásico (será cobrado 50 kWh) e sistema trifásico (será cobrado 100 kWh). Além do custo de disponibilidade pode ser cobrado taxa de iluminação pública e outros impostos municipais.

Sobre o sistema fotovoltaico

O que é o Sistema Fotovoltaico?

É um equipamento formado por placas fotovoltaicas, inversor de frequência, cabeamentos, suportes metálicos e acessórios. Ele é responsável por transformar a energia solar em energia elétrica. As placas solares instaladas no telhado sobre o suporte metálico ou no chão absorvem a energia do sol e transformam em eletricidade. O inversor transforma essa corrente contínua de energia em corrente alternada na mesma tensão da sua casa e os cabeamentos e acessórios levam essa energia até o relógio bidirecional (diferente do relógio convencional) que faz a leitura da quantidade de energia injetada na rede.

O sistema fotovoltaico requer quase nenhuma manutenção. A única manutenção requerida é a limpeza dos painéis, já que isso afeta em até 10% a taxa de desempenho do sistema. Ou seja, o sistema perde eficiência e gera menos energia.

O sistema fotovoltaico tem vida útil de aproximadamente 25 anos.

É indicado duas limpezas por ano.

Sim, claro. O sistema é modular e permite a inclusão de novos painéis até o limite de potência do inversor. Essa é uma grande vantagem, pois possibilita mais ganhos extras.

Como é esperada, a produção de energia solar em dias chuvosos ou nublados ocorre de modo inferior aos dias ensolarados. Isto acontece porque os painéis solares necessitam da incidência solar direta, logo, com a sua diminuição em dias de chuva ou nublados, reduz-se a geração de energia solar.

Entretanto, isso não significa que seu sistema fotovoltaico deixará de funcionar. Além disso, a chuva também contribui para a manutenção dos seus painéis solares limpando-os.

Não. É utilizada a própria rede de distribuição local, não sendo necessário instalar fios adicionais. A energia produzida pelos painéis fotovoltaicos é levada até o relógio bidirecional (diferente daquele relógio comum, pois mede a energia que entra e que é injetada na rede da distribuidora) onde é injetada na rede da distribuidora. Este valor é contabilizado mensalmente e a companhia de energia emite um saldo ao final de cada mês.

Sobre como ganhar dinheiro

Como posso ganhar dinheiro com a Finehra?

A Finehra ajuda você a economizar com os gastos de energia reduzindo sua conta de luz e ainda permite um ganho extra com a receita dos excedentes de energia produzidos.

O valor financiado é reduzido com a receita da economia de energia e com receita do excedente de energia durante o período do financiamento (geralmente 5 anos). Depois do período do financiamento a receita da economia de energia e do excedente é toda sua por 20 anos (o sistema tem duração de 25 anos, sendo que nos 5 primeiros foram pago o financiamento).

A fórmula é bem simples. Quanto mais energia você produzir, mais você irá receber.

Sobre a Finehra

O que é a Finehra?

A Finehra é uma empresa de investimentos em energia solar, localizada em Belo Horizonte-MG, sendo a pioneira em rentabilizar telhados residenciais usando o sistema fotovoltaico.

A proposta da Finehra é muito simples. Você instala um sistema fotovoltaico para gerar energia excedente, reduz a sua conta de luz e ainda ganha dinheiro com a energia extra produzida no telhado de sua casa e distribuída através dos nossos parceiros. O sistema se paga em 3,4 anos em média e você terá 21,6 anos para ganhar com a receita do excedente.

Um blog que vai fazer você se perguntar porque não mudou para a energia solar antes.

Acesse o Momento Solar